• AMARILLO, TEXAS

    Cadillac Ranch é um dos passeios imperdíveis por lá: dez Cadillacs estão enterrados no meio do deserto!
  • GRAND CANYON, ARIZONA

    Um dos lugares mais famosos da Rota 66 é o Grand Canyon
  • SANTA MÔNICA, CALIFÓRNIA

    O final da Rota 66 é em Santa Mônica

Veiculos

now browsing by category

 
Posted by: | Posted on: June 29, 2019

O monumento ao Rancho Cadillac e uma cidade fantasma

O sol se pôs e já precisávamos procurar um lugar para dormir, mas antes, e acho que foi uma coincidência muito boa, chegamos ao Cadillac Ranch, foi a última atração que vimos naquele dia com o sol se pondo, que estava ainda mais frio.

Sim, o Rancho Cadillac (em Amarillo) é um lugar onde há dez cadillacs presos na areia com o bico para baixo e você pode chegar lá escrevendo, tomar spray para fazer grafite, não é vandalismo, lá é liberado, pode fazer e é muito bonito porque cada vez que você vai, você vê o lugar de uma maneira diferente.

E aqui está uma dica importante, pensamos em terminar a estrada à noite, mas logo depois, enquanto estávamos dirigindo, havia três veados na estrada. E surgiram do nada, eu quase atropelei um deles, tivemos um susto. Sim, porque não há luz.

Então, eles saltaram muito depressa para a frente do carro, por isso o Orêncio teve de travar ali para não causar um acidente. Então, escureceu na Rota 66, caça um motel à beira da estrada, pode não soar muito bem, mas se olharmos à nossa volta, é a coisa mais sossegada do mundo.

Cidade fantasma Glenrio

No dia seguinte, acordámos muito cedo, e a primeira coisa que vimos foi um ponto central da Rota 66. Isso divide Chicago a Los Angeles, em toda a sua extensão, é exatamente metade do ponto, ou seja, a distância de lá até Chicago e de lá até Los Angeles é exatamente a mesma. Mil cento e trinta e nove milhas.

Muita gente lá, então notamos nos poucos minutos que ficamos. Sim, porque tem um ponto médio escrito no chão, então todo mundo quer parar e tirar uma foto lá. Lembre-se que nós dissemos que Mclean não era a menor cidade que visitamos, há uma ainda menor, chamada Glenrio. Com três habitantes.

É uma cidade fantasma, já escrevemos sobre ela no Blog, está lá para você ver, é, não tem nada parecido, é um posto de gasolina velho, tudo quebrado, cheio de vidros no chão, pneus, coisas jogadas, nós, não vimos ninguém lá e graças a Deus não vimos, porque senão ficaríamos em dúvida até agora, se era uma alma humana ou sofredora.

Ei, quem era aquele cara que me deu um abraço então? Esta aldeia nasceu em 1903 e fazia parte da rede ferroviária dos Camarões, mas por alguma razão, alguns anos, justificável até porque não há nada lá, não, as pessoas estavam abandonando, deixaram as casas, não foi isso que aconteceu, não, amor.

O quê? Realmente fazia parte da rota ferroviária, mas depois com a popularização dos carros e a criação da Rota 66 ela se popularizou, atingiu seu auge porque era o ponto de apoio dos viajantes, que passavam pelo deserto, não tinham onde ficar, não se podia ficar na rua, em suma, nem em um carro, então era uma cidade que cresceu em cima disso e depois com a criação da I-40, acabou caindo porque a I-40 faz um retorno nela, desvia-se daquela cidade.

Então as pessoas a partir daí foram para outras cidades à procura de melhores condições de vida, sabes? Foi por isso que se tornou uma cidade fantasma. Entrámos na Nova Suíça e depois a distância entre as cidades aumenta cada vez mais e vê-se muito deserto, alguns mesmo sem sinal telefónico, desta vez ficamos um pouco assustados porque o nosso carrinho está velho e se alguma coisa acontecer nem sequer temos ninguém para ligar.